domingo, 28 de novembro de 2010

morte.


—Você pensa muito na morte?
—Pensar em acidentes serve?
Anotou algo. Engoli seco.
—Nos acidentes alguém morre?
Todos.
—Até você?
Inclusive eu.

Pena.



Ela tinha um coração enorme,
o sorriso dominava seu rosto
e ninguém percebia
. Quando as lágrimas começaram a rolar,
todo mundo resolveu sentir pena

sábado, 13 de novembro de 2010

amor.

—Sabe... -Eu levantei os olhos para que ficassem a altura dos dele, o sol fraco nos pegava desprevenidos. Aqueles olhos castanhos, estavam mais claros...Como mel. Ele então continuou. — Eu sinto falta de mim às vezes.
—Eu também, minha resposta foi automática e rápida sem me dar chances de pensar se era isso mesmo que eu queria falar.
—Sente falta de si? , o homem franziu o cenho. —Não esperava isso de você; És tão...
—Não! , antes que ele continuasse e seja lá o que queria falar me machucasse ou me fizesse vibrar de felicidade, eu falei na voz baixa, quase sem vontade. — Eu sinto falta de você.
—Mas você tem uma coisa em mãos agora. -Fitei o dinheiro que havia pegado para comprar refrigerante, mas com o seu dedo indicador ele levantou meu queixo, fazendo nossos olhos se interligassem. —Eu.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Mundo triste.

I lived in a sad world.
So I did one for me: be happy.
Only it does not help much.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

amor.

Ela é só uma garota com um coração enorme. E nunca foi amada como deveria.